Inauguração do espaço Saúde, Cultura e Arte com apresentação musical

A orquestra da ACAM – Associação de Amigos da Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó emocionou pacientes, colaboradores e a comunidade em apresentação realizada no térreo do Baía Sul Medical Center, dando início às atividades do espaço “Saúde, Cultura e Arte” e ação de parceria entre o complexo e a instituição social. A interpretação de canções clássicas e da música popular brasileira aconteceu nesta quarta-feira (dia 24 de fevereiro), às 15 horas, reunindo 15 músicos da ACAM, que recebem aulas de instrumentos no período contrário à escola, garantindo a educação integral. A Associação foi criada pelo Padre Vilson Groh, em 1995, e hoje atende cerca de 200 crianças e adolescentes de 5 a 15 anos que integram o Maciço do Morro da Cruz, em Florianópolis.

A apresentação teve a presença do diretor-presidente do Hospital Baía Sul, Irineu May Brodbeck, grande incentivador das ações sociais do complexo e entusiasta da parceria firmada junto à ACAM. Com a integração, o Baía Sul Medical Center apoia o trabalho da Associação, que atende crianças com base no tripé da brincadeira, do afeto e da alfabetização. Nesse sentido, o Projeto Político-Pedagógico da Instituição prevê aulas nas áreas de língua portuguesa e inglesa, matemática, geografia, ciências, história, cultura popular, educação física, artes visuais, música, artes cênicas, jogos e brincadeiras, informática, educação ambiental e direitos humanos, sempre no contraturno escolar.

Entre os resultados alcançados, destaca-se a redução expressiva do tempo de exposição de crianças e adolescentes a situações de risco pessoal e social, como o envolvimento com drogas e a cooptação pelo tráfico, além da mudança cultural relativa aos estudos. Ressalta-se ainda o encaminhamento de jovens para cursos pré-vestibular e cursos supletivos, para a conclusão do ensino fundamental e médio e para a educação profissionalizante, através do programa jovem aprendiz.

Novas atividades já estão sendo estudados e planejadas como fruto da integração do Baía Sul com a ACAM.

Rompendo com a bruteza das diferenças sociais

“A parceria entre a ACAM e o complexo de saúde Baía Sul é de extrema importância, pois une aqueles que coabitam na mesma região da cidade, excluindo a ideia de ‘lá e cá’ para gerar a proposta de uma estrada na qual todos caminham lado a lado. Assim, rompe-se a bruteza das diferenças sociais para prevalecer a integração e a beleza – de uma música, um aprendizado, uma conquista. Minha gratidão a esse iniciativa, que certamente vai estreitar ainda mais as nossas relações e trazer muitos frutos para as nossa crianças e à sociedade”.

Padre Vilson Groh – Fundador e Coordenador da ACAM

“A música tem sempre uma influência positiva na vida das pessoas que se dedicam a ela. Agora imagine o que o aprendizado de um instrumento tem para as crianças ou adolescentes com as mais diversas carências. Representa abrir horizontes, pertencer a um grupo e integrar uma atividade de lazer, além do seu cotidiano. Faz um bem muito grande. Mostra, ainda, para a sociedade, que é muito pequena a distância física entre o morro e o asfalto”.

Jaqueline Cassoni – Psicóloga da ACAM

“As aulas de música são tudo na minha vida. Toco violino há quase dois anos na Orquestra da ACAM e estou muito feliz, assim como minha mãe, que me apoia muito. Posso dizer que a música foi a única coisa que comecei e não parei, uma atividade que pretendo manter ainda por muitos anos”.

Brenda Vitória Bittencourt – 11 anos

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *