Rótulos especiais protegem intolerantes a lactose

Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia alerta sobre os cuidados na compra dos alimentos para aqueles que têm intolerância à lactose, que é a incapacidade que o corpo tem de digerir um tipo de açúcar encontrado no leite e em outros produtos lácteos. Para a proteção dos portadores da doença, foi publicada a Lei nº 13.305, de 2016, que dispõe sobre a rotulagem de lactose nos alimentos, auxiliando os consumidores com intolerância a selecionarem produtos mais adequados às suas necessidades, contribuindo para a promoção e proteção de sua saúde.

Entre outras regras, a lei estabelece duas exigências:

*Fabricantes de alimentos terão que indicar no rótulo sempre que o produto tiver lactose na composição. A declaração da presença de lactose será obrigatória nos alimentos com mais de 100 miligramas (mg) de lactose para cada 100 gramas ou mililitros do produto. Ou seja, qualquer alimento que contenha lactose em quantidade acima de 0,1% deverá trazer a expressão “Contém lactose” na embalagem.

*O mercado brasileiro de alimentos passa a ter três tipos de rotulagem para a lactose: “zero lactose“ ou “baixo teor”, para os produtos cujo teor de lactose tenha sido reduzido, e “contém lactose”, nos demais alimentos com presença da substância.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *